Open Source Sofware

Transporte

SMTT discute escalonamento dos horários do comércio e redução de aglomerações no transporte coletivo




05.04.21 22:14

 

Um dos principais desafios na pandemia do novo coronavírus está no transporte coletivo urbano. Cidades de todo o mundo buscam alternativas para evitar a lotação de ônibus e metrôs nos períodos mais críticos, os chamados horários de pico. Com o intuito de buscar soluções para Aracaju, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) realizou reunião com entidades representativas da atividade econômica da capital sergipana. O encontro, promovido virtualmente, ocorreu na tarde desta quinta-feira, dia 1°. Em pauta, a proposta de escalonamento dos horários de abertura e fechamento do comércio, a fim de favorecer uma redução na quantidade de pessoas nos horários de pico.

Na reunião, que atende às determinações do decreto n° 6.417, publicado nesta quinta, foi apresentado um diagnóstico do perfil de utilização do transporte. As propostas apresentadas nesse encontro virtual serão apresentadas ao Comitê de Operação de Emergência (COE), na próxima quarta-feira, dia 7. 

O superintendente de Transportes e Trânsito de Aracaju, Renato Telles, após apresentar o diagnóstico, discutiu com os representantes os fatores mais preocupantes no momento e dialogou sobre próximas ações que serão adotadas na cidade. “A partir dos dados apresentados, do comportamento e perfil dos usuários do transporte público, fica claro a necessidade de espaçar a concentração da demanda.  Foi uma oportunidade para apresentarmos também uma proposta de escalonamento de horários de abertura e fechamento e ouvir considerações dos setores envolvidos”, explicou.

Para o secretário da Fazenda de Aracaju, Jeferson Passos, o diálogo foi proveitoso. "Escutamos os segmentos e suas especificidades para que nos próximos dias a gente possa formular uma proposta e levar para a apreciação do Comitê de Operação de Emergência (COE). Foi uma reunião bastante proveitosa e a gente percebe um engajamento e boa vontade de todos para que a gente busque um entendimento comum", declara. 

O presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Aracaju, Brenno Barreto, ressaltou a reunião e reforçou a preocupação com a pandemia e a importância de se encontrar soluções para os problemas. "A reunião, além de produtiva, foi muito importante porque os representantes da Prefeitura ouviram as nossas sugestões. Foram apresentados dados fundamentais para entendermos o funcionamento do sistema e dar sugestões sobre o escalonamento. Essa iniciativa da Prefeitura em nos envolver na discussão é muito importante para reduzir os impactos da pandemia no comércio", afirmou.

Para o superintendente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe (Fecomércio), Maurício Gonçalves, a união entre os setores público e privado é fundamental para conter a expansão do vírus. “O encontro entre o poder público e os representantes do comércio facilita o diálogo e nos ajuda a expor melhor as nossas dificuldades. É fundamental essa aproximação porque também ajuda a desenvolver a cidade e o combate à pandemia, que é o interesse principal de todos. Por isso, eu quero parabenizar o superintendente Renato Telles pela iniciativa e pela abertura ao diálogo em prol da população”, disse. 

O vice-presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese), Maurício Vasconcelos, acredita que a reunião facilitará a tomada de decisões. "Foi uma reunião produtiva porque tivemos acesso a números do sistema de transporte coletivo e isso serviu de embasamento para darmos sugestões e tentar chegar a uma proposta interessante para a diminuição da aglomeração no transporte nos horários de pico, mas sem afetar mais os setores de atividade econômica, que já vem sofrendo com a pandemia", explicou Maurício.

O escalonamento tem sido proposto pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Município de Aracaju (Setransp). O presidente da instituição, Alberto Almeida, destacou a importância da reunião para melhorar o serviço de transporte que está sendo ofertado à população durante a pandemia. "A reunião representa um grande avanço para o setor de transporte, pois trará soluções efetivas para as aglomerações nos horários de pico do serviço. A intenção é ampliar esse horário e oferecer melhores condições de transporte aos usuários, reduzindo as aglomerações e os riscos de contaminação. Foi muito produtivo e importante para chegarmos a um denominador comum”, ressaltou Alberto. 

Participações

Além dos representantes da Fecomércio, CDL, Acese, Secretaria da Fazenda de Aracaju, participaram Fórum Empresarial, Associação de Lojistas do Shopping Jardins, Procuradoria Geral do Município de Aracaju (PGM) e Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb).

telefones-home620

banner-fala-cidadao3