Open Source Sofware

Trânsito

Obra de mobilidade na Beira Mar avança em mais um trecho e segue dentro dos prazos contratuais




21.08.19 18:59

 

Fotos: Ascom/Emurb

A avenida Otoniel Dórea, prolongamento norte da Ivo do Prado, recebeu entre esta segunda e terça-feira, dias 19 e 20, aproximadamente 300 toneladas de asfalto. Com isso, o pavimento desta avenida passa a ter as mesmas condições de fluxo dos demais trechos já contemplados com a obra de mobilidade executada pela Prefeitura de Aracaju. Nesse dois dias, as frentes de trabalho permaneceram nas imediações do Terminal Pesqueiro recolhendo o resto de material fresado, espalhando o piche para garantir mais capacidade de adesão e impermeabilização da nova camada asfáltica.

Na sequência, até o final de setembro, receberá novo pavimento asfáltico o trecho norte da obra, que inclui as avenidas Otoniel Dórea, Rio Branco e a parte final da Ivo do Prado. É o que garante o secretário municipal da Infraestrutura, Sérgio Ferrari, ao pactuar com a empresa contratada um ritmo mais célere nesta etapa de execução do projeto. "Embora transpareça que a obra esta demorando, há alguns serviços intercalados que estão no projeto e precisam ser feitos antes da pavimentação. Por exemplo: toda a microdrenagem dos 10km da via, entre os mercados centrais e a rótula do bairro Atalaia, foi reforçada. Outra providência tomada foi a comunicação enviada às concessionárias de telefonia, energia, gás, água e esgoto para que toda escavação a ser feita no trecho em obras seja realizada antes da pavimentação para não danificar o novo asfalto", ressalta Ferrari.

E mesmo a parte de revitalização viária está adiantada, destaca o secretário. "Já fresamos mais de 4km da avenida, recapeamos outros 3,5km e tudo dentro do calendário inicial. Entretanto, há fatores alheios aos atos administrativos ou técnicos que forçam o decréscimo pontual do ritmo como foi o caso das chuvas de julho que, inclusive, tornou o antigo piso mais danificado, a exemplo da curva do Iate. Vamos cobrir com asfalto de qualidade toda a avenida Beira Mar e seus prolongamentos e viabilizar um novo parâmetro de mobilidade", assegura.

O secretário ressalta ainda os ganhos urbanísticos e na mobilidade presentes no escopo do projeto, cuja execução é resultado de um investimento de cerca de R$10 milhões, em recursos conveniados entre a Prefeitura e o Governo Federal, e inclui também a construção cerca de 100 rampas para acesso de acessibilidade, calçadas e sinalização vertical e horizontal e 150 novos abrigos de ônibus.

Dentro deste pacote de investimentos ainda consta a construção de um novo terminal na região dos mercados centrais, reforma do Terminal Zona Sul, no bairro Atalaia e uma central semafórica responsável por monitorar os novos semáforos inteligentes.

Esta obra integra o Projeto de Mobilidade Urbana criado pela atual gestão e que chegará a outros três corredores: Hermes Fontes, Rio de Janeiro e Ministro Geraldo Barreto Sobral. "Nesta gestão, mobilidade é mais do que um conceito: é uma realidade. Nos próximos dias, o prefeito Edvaldo Nogueira vai anunciar o início da pavimentação de mais um corredor. Uma coisa posso garantir: a malha viária de Aracaju está muito melhor do que encontramos", conclui o secretário.

telefones-home620

banner-fala-cidadao3