Open Source Sofware

Trânsito

Choque de gestão” na SMTT gera uma economia de R$ 4 milhões em dois anos




22.11.18 17:24

 

O superintendente da SMTT, Renato Telles. Foto: Marco Vieira.

A reconstrução da qualidade de vida e a transformação de Aracaju em uma cidade mais humana, inteligente e criativa são bandeiras defendidas pela atual gestão da Prefeitura de Aracaju e viáveis graças a um esforço de toda a administração municipal para reduzir e otimizar custos. Sob o comando do prefeito Edvaldo Nogueira, contratos foram revistos, dívidas deixadas pelos antigos gestores foram renegociadas e otimização virou palavra de ordem no que diz respeito à utilização dos recursos municipais. Tais esforços já vêm apresentando resultados, tanto que a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) já economizou R$ 4 milhões em menos de dois anos.
  
Em algumas áreas, a economia ultrapassa os 90% em comparação a 2016, como nas despesas com passagens e locomoção. Há dois anos, durante a administração passada, foram gastos mais de R$ 35 mil com esse tipo de serviço de janeiro a setembro. Durante o mesmo período de 2018, o investimento foi de aproximadamente R$ 3 mil. Uma redução de 90,79%. “O que estamos fazendo na SMTT é o que o prefeito Edvaldo Nogueira determinou a todos os órgãos municipais: choque de gestão. Fazer mais com menos. Estamos mantendo todos os nossos serviços ao cidadão gastando menos e, assim, poderemos investir em novos projetos para a nossa cidade”, explica o superintendente interino da SMTT, Renato Telles.
 
O pagamento de diárias também foi reduzido significativamente neste período: 86,8%. A redução foi gradativa, caindo de R$ 50.205 em 2016 para R$ 12.040 no ano seguinte, e despencando para R$ 6.630 este ano. Os contratos com fornecedores terceirizados foram renegociados, o que proporcionou uma boa economia aos cofres públicos. O aluguel do prédio, que fica na Farolândia, onde funcionam o projeto “Atende” e a Coordenadoria de Educação para o Trânsito, também caiu, 22%.

Tal desempenho foi obtido através de um “pente fino” feito nas contas da instituição, segundo a diretora de Administração e Finanças da SMTT, Wilza Cláudia Vaz Correia. “Em janeiro de 2017, nos deparamos com uma dívida muita grande na SMTT, herdada da administração anterior. Alguns serviços, inclusive, estavam comprometidos, como o envio de correspondências. Então, foi feito o levantamento dos débitos, renegociados os valores, os gastos foram enxugados e, hoje, a saúde financeira da superintendência já é bem melhor”, avalia Wilza.

       
Investimentos


Graças à melhor gestão financeira e combate a desperdícios, a atual diretoria da SMTT de Aracaju pode retomar investimentos na mobilidade de Aracaju. No final de 2017, foram adquiridos novos equipamentos de comunicação para os agentes de trânsito e, em agosto deste ano, um novo contrato de aluguel de motocicletas foi firmado, proporcionando veículos de duas rodas mais modernos para o trabalho diário de fiscalização e organização do trânsito da cidade. A programação de revitalização da sinalização horizontal da cidade também foi retomada de forma intensiva.

telefones-home620

banner-fala-cidadao3