Open Source Sofware

Trânsito

SMTT inicia ajustes no Plano de Mobilidade Urbana




09.08.17 20:36



A Prefeitura de Aracaju está empenhada em recuperar os R$ 113 milhões do Governo Federal para execução do Plano Municipal de Mobilidade Urbana, elaborado na gestão anterior de Edvaldo Nogueira, mas alterado e paralisado pela administração anterior. Após uma primeira reunião conduzida pelo prefeito na terça-feira, 8, a equipe da SMTT se reuniu para fazer os ajustes necessários no projeto.


O encontro aconteceu na manhã dessa quarta-feira, 9, e contou com a presença do consultor do Instituto Rua Viva, Ricardo Mendanha, de Dulcival Santana e Paulo César, ambos representando a Caixa Econômica Federal. Todos discutiram os ajustes necessários no projeto para que os recursos sejam liberados o quanto antes e a prefeitura possa iniciar obras e adquirir tecnologias que melhorem significativamente a mobilidade urbana em Aracaju. O plano é uma das prioridades do município.


O superintendente da SMTT, Aristóteles Fernandes, disse que a equipe está correndo contra o tempo para acelerar o processo. “As mudanças no projeto são necessárias e urgentes para que a prefeitura possa ter acesso aos recursos. O prefeito Edvaldo Nogueira deixou muito claro na reunião de ontem que é preciso readequar o plano de acordo com a realidade da cidade, já que a gestão anterior acrescentou o BRT e outras coisas que inviabilizam a proposta inicial. E é isso que estamos fazendo”, disse.


A expectativa é que o Plano Municipal de Mobilidade Urbana promova mudanças que tendem a melhorar a circulação de pessoas e veículos em Aracaju por uma década. Além do superintendente Aristóteles Fernandes e dos representantes da Caixa e do Instituto Rua Viva, participaram da reunião a diretora de Planejamento e Sistemas da SMTT, Lucimara Passos, e a coordenadora de Sinalização, Sheila Tereza.

telefones-home620

banner-fala-cidadao3